terça-feira, 21 de novembro de 2017

101 - Haunted


Já o disse AQUI que os Moody Blues e as suas músicas (especialmente o "Nights in White Satin") fazem parte das minhas primeiras memórias musicais. E como este ano é para mim um ano de memórias, trago-os hoje aqui de novo num tema calmo e bem smooth para começar bem a madrugada.

Este vídeo foi gravado em 2000, durante o concerto ao vivo no Royal Albert Hall em Londres. Para assistir ao concerto completo, basta seguir este LINK.




(ao minuto 28:25)


sexta-feira, 17 de novembro de 2017

100 - Alma


Depois de já estar a ouvir pela terceira vez consecutiva este «ALMA», belíssimo tema interpretado pelo trompetista italiano Paolo Fresu e pelo pianista cubano Omar Sosa, acabei por me lembrar de o partilhar aqui.

Convido-vos a fazer uma viagem, quem sabe até ao mar do Caribe, e a deixarem-se embalar com os acordes da Guantanamera à mistura, num ambiente quente e  relaxante, ideal para começar bem a noite.




sábado, 21 de outubro de 2017

99 - If I Could



Há músicas que nos transportam no tempo e no espaço e contam pedaços da nossa vida.

Esta é uma delas... daquelas que nos fazem querer voltar atrás no tempo para nos deixarmos cristalizar nos momentos em que fomos felizes.


Ai se eu pudesse...








quarta-feira, 13 de setembro de 2017

98 - Arrival Of The Birds & Transformation


Conheci (corria o ano de 2012) a música "Arrival of the Birds" num anúncio da televisão e, como me deixou "enfeitiçada", não sosseguei enquanto não descobri de quem era. Foi assim que conheci os The Cinematic Orchestra, banda britânica de jazz electrónico que compôs este tema originalmente para um documentário da vida animal com a chancela da Disney, «The Crimson Wing: Mystery of the Flamingos».

Deixo-vos aqui esse spot publicitário (tem apenas 1 minuto) ...





... mas também vos deixo o tema original completo, juntamente com o tema "Transformation", ambos de 2008 e pertencentes à banda sonora do documentário que referi ali em cima.

Vale a pena ouvir!




quinta-feira, 7 de setembro de 2017

97 - Una Mattina


E porque Einaudi vai estar a actuar no Campo Pequeno na próxima semana (e eu não vou poder estar lá), lembrei-me de "carpir aqui as minhas mágoas" escutando um pouco da sua maravilhosa música.

Lembrei-me de escolher hoje este "Una Mattina" porque pertence à banda sonora do filme francês «Intouchables» que ainda há dias vi. Um tema calmo e intimista... apropriado para escutar a esta hora da noite.




segunda-feira, 4 de setembro de 2017

96 - The End Of The Affair


No seguimento do post anterior, e continuando a recordar bandas sonoras de filmes, o facto de Julianne Moore fazer parte do elenco do filme «The Hours» fez-me chegar a este «The End of the Affair» onde ela contracena com Ralph Fiennes. 
Claro que o filme é de género dramático... e Michael Nyman consegue colocar na sua música esse dramatismo mas de uma forma melancolicamente romântica.

É do tipo de filme de me fazer chorar "baba e ranho"... mas a música... essa é muito bela, bela como todas as histórias de Amor o são.









domingo, 3 de setembro de 2017

95 - The Hours


Sou fã de bandas sonoras de filmes e são vários os compositores que mais aprecio: Ennio Morricone, Michael Nyman, Ludovico Einaudi, Hans Zimmer, James Horner, John Williams ... 

Hoje, e porque hoje o meu dia tem mais horas do que o costume, lembrei-me de trazer Philip Glass e o seu «The Hours», tema que pertence à banda sonora do filme com o mesmo nome e onde se podem apreciar as notáveis interpretações das actrizes Meryl Streep, Julianne Moore e Nicole Kidman

Há dias em que as horas não nos chegam... há dias em que não sabemos o que fazer para as preencher... e há aqueles dias em que elas como que nos queimam por anteciparem um momento muito aguardado ou então um momento tão temido.

Peço-vos apenas 13% de uma hora para escutarem este belo tema.




quinta-feira, 31 de agosto de 2017

94 - Light My Fire



Muitos sabem como o ano de 1967 é importante para mim... a vários níveis incluindo o musical.
Um exemplo disso é este tema que foi gravado pelos Doors precisamente nesse ano. Só o conheci no início da minha adolescência mas acompanha-me desde essa altura.

Como ainda estou imbuída no espírito dos festejos jubilares, aqui fica este tema que é o primeiro de outros que por aqui ainda surgirão com este mesmo espírito.






sexta-feira, 18 de agosto de 2017

93 - When a Man Loves a Woman



E se as conversas são como as cerejas (and one thing leads to another), também estes três últimos posts nasceram relacionados e uns atrás dos outros.

É que por vezes, mesmo em músicas que possam nem ter nenhum denominador comum, há memórias dentro de nós que fazem com que nós as relacionemos umas com outras... e foi o que me aconteceu com o tema do post anterior e este tema que imortalizou PERCY SLEDGE e que podem ver AQUI na versão original.
Espero que não se importem por eu ter escolhido publicar a versão do inigualável... MICHAEL BOLTON :)

Claro que se lerem a letra, ela está escrita na perspectiva do homem que ama uma mulher... mas também podemos lê-la na perspectiva contrária. 


WHEN A WOMAN LOVES A MAN... she does everything she can to keep her love.





quarta-feira, 16 de agosto de 2017

92 - Killing Me Softly With His Song


No seguimento do post anterior e de um comentário que lá escrevi, lembrei-me desta música da ROBERTA FLACK (que conheço praticamente desde que me conheço a mim própria) e fui recordar a letra.

De facto, quantas vezes ouvimos letras de músicas que parecem ter sido escritas por nós... ou para nós. Podem até ser músicas que nos trazem alegria, que traduzem por palavras sentimentos que temos para com alguém especial na nossa vida... ou então aquelas "fatais" que têm o condão de nos tocar num "nervo" sensível e nos fazem chorar "baba e ranho".

Quantos/quantas de vocês já choraram a ouvir uma determinada música... ou até mesmo com este  «Killing Me Softly...»  ??